Orientação deixa TV sem replay até definição do VAR

Enquanto Chapecoense e Corinthians esperavam Leandro Vuaden comunicar a decisão do VAR sobre um gol anulado do time catarinense, a TV Globo não exibiu qualquer replay do lance. As imagens só foram mostradas após o árbitro confirmar o impedimento do zagueiro Rafael Thyere.

Em jogo disputado simultaneamente e que terminou com vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Grêmio, Ricardo Marques Ribeiro buscou auxílio do árbitro de vídeo várias vezes ao longo dos 90 minutos.

No primeiro tempo, o juiz escutou a equipe de vídeo em duas jogadas que geraram pedidos de pênalti (de Jailson em cima de Lucas Paquetá, e do próprio Paquetá em Cortez). Em ambas as situações, a decisão de campo foi mantida e o replay só foi exibido após a definição da arbitragem.

A decisão não teve qualquer relação com a CBF. A orientação partiu da TV que usou os jogos desta quarta para realizar um teste. O projeto pode se tornar definitivo daqui para frente. Alguns torcedores notaram a mudança e fizeram comentários nas redes sociais (veja abaixo).

Isto não havia ocorrido nas partidas de ida das quartas da Copa do Brasil. No empate por 0 a 0 entre Bahia e Palmeiras, as transmissões mostraram o replay algumas vezes durante os quase seis minutos de paralisação, até que Anderson Daronco confirmou o pênalti que Bruno Henrique desperdiçou.

Também houve replay no primeiro jogo entre Corinthians e Chapecoense, no qual Wagner do Nascimento Magalhães fez uma consulta ao VAR aos 37 minutos do segundo tempo para conferir um suposto toque de mão de Romero na área, ouviu as recomendações e mandou o jogo seguir.

 

Por Uol